Você já teve a impressão que conversa com Deus e parece que Ele não te ouve?

O fato é que muitos cristãos vivem assim em sua relação com Deus. Vivem como se Deus tivesse estabelecido uma vida complicada.

Frequentemente, eles ficam confusos sobre como devem se comportar ou até mesmo sobre como deveriam conversar com Deus para serem atendidos.

Se para você às vezes a vida cristã parece pesada e, muitas vezes, em vez de alegria, você se sente angustiado, se parece difícil para você agradar ao Senhor, então, esta mensagem é para você.

Seu problema é que você tem conceitos errados sobre o que Deus quer de você.

Perseverar na palavra de Deus

Você precisa entender a verdade de como a vida cristã é simples. Se você aprender as verdades que quero explicar hoje, o que Jesus declara em João 8 será verdade para você:

“ 31 – Jesus disse então aos judeus que nele haviam crido: ‘Se perseverais na minha palavra, sois verdadeiramente meus discípulos.

32 – Você conhecerá a verdade e a verdade o libertará “.

A verdade de Deus é o que queremos considerar hoje pode libertar você de tanta frustração, confusão e desânimo. Essa verdade pode libertá-lo dos conceitos errados da vida cristã.

Libertar-se do pecado

Há outra passagem importante. A verdade nesta passagem é repetida vez após vez na Bíblia.

Ajuda-nos a compreender o que o Senhor exige de nós. Ela está em Miquéias 6.

Deus escolheu Miquéias como profeta para profetizar a Judas, numa época em que os judeus viviam muito em pecado, apesar de continuarem praticando externamente a religião ensinada por Deus.

Por meio de Miquéias, Deus condenou o pecado e anunciou seu julgamento sobre eles. No entanto, Deus também anunciou a promessa da restauração após o julgamento, para aqueles que tivessem fé.

Em Miquéias 6, a cena é um tribunal divino, e Deus está chamando a nação de Judá para o julgamento.

Deus começa listando seu cuidado com os judeus desde que os libertou do Egito. Ao fazer isso, Deus demonstra a gravidade de seus pecados, à luz de tudo o que Deus fez por eles.

Deus fala sobre o que ele fez pelos judeus. Deus chama como testemunhas as montanhas e colinas, e até mesmo os alicerces da terra, que testemunharam a obra de Deus de curar seu povo.

Deus libertou os judeus da escravidão no Egito. Quando Balaque pediu a Balaão que amaldiçoasse os judeus, Deus não permitiu, mas fez com que ele os abençoasse.

Século após século, Deus enviou sua bênção e cuidado aos judeus. Por isso, seu pecado foi ainda mais grave.

A salvação divina

Esta é uma comparação, no campo espiritual, para aqueles que são salvos hoje. Deus nos salvou da escravidão do pecado, por meio de obras poderosas.

Ele sempre cuidou de nós perfeitamente, sempre esteve bem conosco. Em outras palavras, a cura de Deus é perfeita e ninguém tem qualquer crítica válida contra Deus.

Muitos crentes têm um conceito de vida cristã semelhante a este. Eles acreditam que têm que quase se autoflagelar, para de alguma forma pagar por seus pecados.

Eles acreditam que devem ser capazes de merecer a comunhão com Deus todos os dias. Eles trabalham duro, mas nunca têm a paz de ter feito o suficiente. Quem vive assim tem uma vida muito pesada. Ele não encontra alegria em sua jornada cristã.

O que o Senhor quer

Quando um cristão, reconhecendo o quanto ele peca, tenta se acertar com Deus por si mesmo .Ele achará seu jugo muito pesado, e em sua vida terá muita frustração e pouca alegria.

Esta não é a vida que Deus deseja para seus filhos. Em Miquéias 6: 8, por meio de Miquéias, Deus declara para nós o que Ele quer de nós.

“Ó homem, Ele te revelou o que é bom; O que mais o Senhor exige de você, senão que pratique a justiça, que ame a misericórdia e ande humildemente com o seu Deus?”.

Deus nos ensina qual é o seu plano para cada filho. Ele nos mostra que a vida para a qual ele nos chama não é complicada. Não é uma vida pesada, não é uma vida de confusão. É uma vida simples, na qual podemos caminhar com paz e tranquilidade.

Quando um crente fica frequentemente confuso e pensa que a vida cristã é complicada, ele tem um conceito muito errado de Deus e do que Deus quer.

Se vocês costumam ficar confusos, se costumam pensar que é difícil entender o que Deus quer de vocês, saibam que têm um conceito errado de Deus.

Deus é um bom pai. Seu caminho não é complicado ou oculto. Ele deixou bem claro em sua Palavra o que é bom.

Na verdade, parte da misericórdia de Deus é que Deus anuncia claramente sua vontade para nós.

Nesse versículo, como vemos repetidamente na Bíblia, Deus nos explica o que é bom para o homem.

“E agora, Israel, que te pede o Senhor teu Deus senão que tema o Senhor teu Deus, que andes em todos os seus caminhos, que o ame e sirva ao Senhor teu Deus? Deus, de todo o teu coração e com toda a sua alma ” (Dt 10:12).

Pratique a justiça

A primeira coisa a fazer para seguir os princípios do Senhor é praticarmos justiça. Claramente, a medida verdadeira do que é justo é a medida de Deus, que nos chama para praticar sua justiça em todos os nossos relacionamentos.

Na grande maioria dos casos, é muito fácil entender o que é certo. Apenas aplique o ensino de Jesus para fazer aos outros o que gostaríamos que eles fizessem a nós.

Tenha misericórdia

Usar misericórdia significa mostrar bondade para com aqueles que precisam de nós e são capazes de ajudar, situações em que as pessoas não podem exigir ou pagar pela ajuda de que precisam.

O exercício da misericórdia sempre vai além da justiça. Exercer justiça significa fazer o que é nosso dever.

Por outro lado, exercer misericórdia significa ajudar quando não é necessário, quando não é nosso dever. Praticar misericórdia significa ajudar de acordo com sua necessidade e suas possibilidades, não de acordo com seu dever.

Devemos ter misericórdia para com os outros, porque Deus tem misericórdia de nós.

Ter misericórdia significa ter uma vida em que temos olhos e corações abertos para perceber as necessidades dos outros, para ver como podemos ajudar.

Tenha humildade

Deus exige do homem é que ande humildemente com Ele. Deus não busca algo externo, Deus quer nosso coração. Deus quer um relacionamento em que andemos em íntima comunhão com ele.

Que relacionamento Jesus teve com seus discípulos? Ele tinha um relacionamento formal, no qual os discípulos vinham a Jesus apenas para ouvir instruções e receber ordens? Ou era uma relação muito próxima e pessoal?

Na verdade, era uma relação muito próxima, poderíamos dizer íntima. E é isso que Deus quer de cada cristão. Deus quer que andemos com ele, em um relacionamento íntimo.

Porém, Deus é o Criador de tudo, o Soberano de todo o universo. Somos homens, suas criaturas, somos pecadores, salvos pela graça.

A única maneira de ter um relacionamento íntimo com Deus é andando humildemente com ele.

O orgulho no coração do homem é uma barreira que o mantém longe de Deus.É impossível andar com Deus se formos orgulhosos. O que Deus nos pede é humildade.

Quando caminhamos humildemente com Deus, caminhamos com fé. Ser humilde significa reconhecer que Deus é meu soberano, meu Criador e eu sou sua criatura.

Ser humilde significa aceitar a vontade de Deus, em vez da minha. Significa aceitar a sabedoria de Deus, ao invés do meu raciocínio. Andar humildemente significa andar em obediência.

Tenha comunhão com Deus

Andar no caminho do Senhor, em estreita e abençoada comunhão com Deus, não é algo reservado a poucos que possuem um conhecimento profundo.

O que é que nos impede de ter comunhão? É nosso orgulho, nossa natureza carnal.

Por natureza, o homem não quer praticar a justiça, porque quer fazer o que é a seu favor, mesmo que não seja certo.

Ele não ama a misericórdia, mas ama a si mesmo e, em vez de ajudar os necessitados, deseja fazer o que gosta. Ele não quer andar humildemente com Deus, porque sua natureza carnal não quer ser humilde.

Para viver a vida que Deus nos chama para viver, devemos dizer “não” à nossa carne e “sim” ao Espírito de Deus em nós.

No entanto, devemos lembrar que o jugo de Cristo é um jugo suave e leve. Não é como o jugo do pecado, que é pesado e duro.

Além disso, o jugo do pecado leva à morte, enquanto o jugo de Cristo leva à vida eterna e produz bênção após bênção todos os dias.

Por fim, para viver como Deus nos chama, é preciso ser um verdadeiro filho de Deus.

Louve a Deus porque a vida nos chama a viver uma vida simples e descomplicada. É uma vida de paz, sem dúvidas. Veja como é verdadeira é a declaração de Cristo Jesus, em Mateus 11:28, 29.

“ 28 – Vinde a mim, todos vós que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.

29 Toma o meu jugo e aprende de mim, porque sou manso e humilde de coração; e você encontrará descanso para suas almas”.