Quem gosta de passar a vida sofrendo de amor? Acho que ninguém diria sim para essa pergunta. Porém, é uma triste realidade. Purifique o seu coração antes de permitir que um novo amor entre nele, pois usar um amor para curar o outro é uma grande bobagem.
Você comeria num prato sujo ou colocaria uma roupa rasgada para ir à uma festa? 
Então porque quando se trata do coração, você insiste em um novo amor sem ter superado totalmente o romance anterior?
Na passagem bíblica de Mateus 9:17 diz: “Não se põe vinho novo em odres velhos. Se alguém fizer isso, os odres rebentam, o vinho se perde, e os odres ficam estragados. Pelo contrário, o vinho novo é posto em odres novos, e assim não se perdem nem os odres nem o vinho.”
Jesus usa essa metáfora para se referir ao Reino vindouro, mas podemos fazer uma analogia entre ela e o coração humano como se o vinho novo fosse um novo romance e o odre velho fosse um coração machucado do romance anterior.
É interessante despertar para a importância de purificar o seu coração de mágoas, frustrações, resíduos e qualquer tipo de mazela do relacionamento anterior antes de embarcar em um novo amor. 
Recompor as emoções leva tempo. E se você quer que o seu próximo relacionamento seja saudável e duradouro, precisa respeitar a si mesmo e as suas emoções antes de avançar.
Saber o tempo certo e refletir a ponto de se tornar a melhor versão de si mesmo, são alguns dos segredos para ter relações estáveis. 
Quando você se apaixona, você fica “cega (o)” e quando menos percebe, está totalmente envolvida (o) e só analisa as consequências depois. Por isso, ame com o cérebro e não com o coração.
 
Um forte abraço,
Carla Duarte (@carladuarte.rj) 

(27) 98120-0025

source