Na infinita bondade de Deus, Deus deseja que todos os seres sejam sua imagem e forma para herdar o reino dos céus. Por isso, desde o início, ele decidiu fazer de sua família seguidores de seus ensinamentos.

Depois de criar Adão e Eva, ele os uniu como marido e mulher, abençoou-os e disse-lhes: “Sejam fecundos e multipliquem-se; encham a terra e conquistem-na.” (Gênesis 1:28). A vontade de Deus é encher a terra com pessoas criadas à sua imagem, formar uma família, dar-lhe glória e se tornar um membro da família maior no céu (Isaías 45:18; Efésios 3: 14, 15).

Embora a vontade original de Deus tenha sido suspensa por causa do pecado humano, sua realização final é certa (Romanos 8:28; Apocalipse 21: 3 e 5).

Na família cristã, Deus é considerado o maior objeto de adoração. Ele é o líder, protetor, guia e instrutor dessas famílias. A família cristã é a menor unidade orgânica da igreja de Deus na terra (Mateus 18:20). É também uma escola cujos membros são professores e alunos, que compartilham conhecimentos e aprendem uns com os outros. A Palavra de Deus e o Livro da Natureza devem ser a principal fonte de ensino na escola doméstica.

A família é o princípio da sociedade

O objetivo de uma empresa familiar deve ser preparar os alunos para a utilidade desta vida e permitir que se formem e ingressem nas escolas mencionadas. Deuteronômio 6: 4-9; Salmo 128: 1-6. Está profetizado que uma obra especial de reconstrução da família será realizada antes da segunda vinda de Cristo (Malaquias 4: 5, 6).

I-     marido e pai

Como pai e pastor da família, o marido cristão é o protetor, professor, guia e provedor da família (Gênesis 3:19; 1 Coríntios 11: 3). Este é um dever dado a ele por Deus. Ele é responsável pela saúde mental, psicológica e física de sua família. (Efésios 6: 4; 5: 28-31 e 33; 1 Timóteo 5: 8; 1 Pedro 3: 7).

Junto com sua esposa, ele ensina seus filhos a amar e obedecer a Deus de acordo com os ensinamentos da Bíblia, e a educá-los para serem úteis nesta vida e no futuro. Como pastor da família, o pai é o principal responsável pela educação religiosa e pela formação de seus filhos. Ele também é o líder da adoração matinal e noturna (Gênesis 18:19; 35: 2-4; Josué 24:15; Colossenses 3:21).

II-Esposa e Mãe

Como mães, as esposas cristãs são as principais professoras dos filhos na família, especialmente quando são jovens. Você tem uma grande e importante responsabilidade de ensiná-los e educá-los de acordo com as instruções da Palavra de Deus. Junto com seu marido, ela é responsável pela saúde mental, psicológica e física, e é responsável por cultivar um caráter divino em seus filhos até o tempo e a eternidade. O pai é o “vínculo familiar” (1), e a mãe é a administradora da família. (Provérbios 31: 10-31; Efésios 5: 22-24, 33; 1 Tessalonicenses 5:23; 1 Timóteo 5: 4; Tito 2: 4 e 5).

III – Os filhos

Os filhos são uma herança do Senhor (Salmo 127: 3-5; Provérbios 17: 6). Eles são o futuro da sociedade e da igreja de Deus na terra. Eles são confiados a seus pais a fim de receberem seu ensino e educação, para se tornarem membros da família de Deus no céu e para se tornarem membros úteis da sociedade na terra (Salmo 144: 12; Isaías 8:18). Os filhos devem aprender a amar, respeitar e respeitar seus pais e obedecê-los apropriadamente no Senhor (Êxodo 20:12). Eles também devem aprender a amar e obedecer a Deus e respeitar pastores, professores, pessoas em posição de autoridade e todas as outras pessoas a quem Deus deu autoridade. As crianças devem ser educadas e motivadas a aprender a ajudar no avanço do reino de Deus e acelerar a vinda da obra e / ou carreira de Cristo, e se preparar para se tornarem colaboradores de Deus na terra (Levítico 19:32; Reis 2:23 e 24 ; Salmo) 78: 2-7; Provérbios 22: 6; Efésios 6: 1-3; Colossenses 3:20).

Abraão tentou perpetuar esse sistema patriarcal de governo porque ajudou a preservar o conhecimento de Deus. É necessário unir os membros da família para construir uma barreira à idolatria que se tornou tão comum e arraigada. Abraão fez todo o possível para evitar que os servos de seu acampamento se misturassem com os gentios e não testemunhassem sua idolatria, porque ele sabia que o conhecimento dos ímpios corromperia os princípios inconscientemente. Faça todos os esforços para eliminar todas as formas de religião falsa, mova a alma com a majestade e glória do Deus eterno como o verdadeiro objeto de adoração e faça com que a família humana e a família celestial se tornem uma. A vontade de Deus é que as famílias humanas repovoem o céu, se puderem provar obediência a cada palavra dele.

Adão será testado para ver se ele é obediente como um anjo fiel ou não. Nos primeiros dias, o pai era o governante e sacerdote da família. Ele exerce autoridade sobre seus filhos, mesmo que tenham sua própria família. Os descendentes foram ensinados a considerá-lo como seu líder nos assuntos religiosos e seculares.

Para que pais e professores façam esse trabalho [educar seus filhos], eles próprios devem compreender o “caminho” que seus filhos devem seguir. Isso não é apenas conhecimento de livros. Inclui todas as coisas boas, virtuosas, justas e sagradas. Inclui a prática da temperança, piedade, bondade fraternal e amor a Deus e uns aos outros. Para atingir esse objetivo, devemos dar importância à educação física, psicológica, moral e religiosa das crianças.

As mães podem ter adquirido conhecimento de muitas coisas, mas a menos que saibam que Cristo é o Salvador pessoal, ainda não adquiriram o conhecimento necessário. Se Cristo está em casa, se a mãe permite que ele seja um conselheiro, eles vão educar a criança nos princípios da religião verdadeira desde a infância. Uma família ordeira e disciplinada é a maior prova que o Cristianismo pode mostrar ao mundo. A importância de receber uma educação nos primeiros anos após o nascimento de uma criança não pode ser superestimada. As lições aprendidas na infância e os hábitos formados estão mais relacionados ao caráter e direção da vida do que todas as instruções e educação nos anos posteriores.

Dia da Família

O Dia da Família é comemorado no Brasil em 8 de dezembro para comemorar e lembrar a importância dos familiares na vida. Apesar das dificuldades, é a família que mantém uma relação saudável e harmoniosa em casa. Ajuda-nos a trilhar o caminho da vida e formar crenças, moral, cultura e ética.