Sabe aquela pessoa que sempre fala de seu cônjuge? Aquela pessoa que reclama sempre do (a) seu (sua) parceiro (a)? Então , temos que cuidar para não sermos essa pessoa pois isso destrói qualquer casamento. Como falamos do nosso cônjuge é tão importante quanto a forma como falamos com o nosso cônjuge. E infelizmente muitas pessoas
não percebem isso.
Eu entendo que passamos por muitos desafios e encontramos muitos obstáculos em nosso caminho. Também entendo que o nosso cônjuge muitas vezes nos chateia, machuca e nem mesmo pede perdão. Também sei que muitas vezes ele (ela) não alcançou as nossas
expectativas e nos frustramos diariamente. Mas eu também sei que isso não nos dá o direito de difamar, “falar mal” da pessoa que nós escolhemos para passar o resto da vida.
Mas eu sugiro e encorajo que você escolha uma pessoa para fazer isso. Uma pessoa! Pode ser um amigo, um familiar ou o pastor da sua igreja. Busque ajuda sim mas não saia por aí contando para todos os problemas que você tem dentro do seu casamento e muito menos fale mal do seu cônjuge. Deus quer que você ame o (a) seu (sua) esposo (a). Nosso Pai do
Céu quer que você perdoe e aprenda a viver com uma pessoa pecadora, que vai errar e falhar muitas, mais muitas vezes no decorrer da história de vocês dois.
Deus nos criou com dois ouvidos e apenas uma boca. Então escute mais, escute de verdade. Ouça o que o seu cônjuge tem para dizer, o porque ele (a) age de alguma forma que te magoa tanto e juntos, e talvez com a ajuda de uma terceira pessoa como um pastor, terapeuta ou amigo, juntos vocês tentem resolver as coisas entre vocês e superar mais um de muitos problemas e obstáculos que terão que enfrentar durante toda uma vida. Confie em Deus e e deixe que Ele te ajude e te guie todos os dias. Cuide com o que você fala, para quem você fala e como você fala pois isso pode ser um fator importante na união ou separação de duas pessoas que se amam.
Photo by Alvin Mahmudov on Unsplash

source