Dias bons ou dias ruins, todos trazem um aprendizado

Nem todos os dias são dias bons, há o que a bíblia chama dia mau, mesmo os dias maus podem ser bons, quando buscamos um valor e um propósito no aprendizado que estes dias podem nos trazer.

Aplicamos nosso coração a fazer o melhor, dedicamos por anos, e muitas vezes passamos desapercebidos, não somos notados, muito menos reconhecidos. Em nossa vida seremos preteridos muitas vezes. E isso pode desencadear em nós muitos sentimentos ruins. Nem sempre aceitamos bem o fato de outro ser escolhido e nós não.

A todos está destinado o sol, a chuva, lutas, vitórias, doença e cura, o que nos define são nossas reações diante delas, nos dias maus, nos dias bons. Firmados na Palavra, sabemos nosso lugar, o sentimento de inferioridade, a inveja não nos atinge a ponto de nos fazer questionar Deus. Desde que entregamos o governo de nossas vidas à Ele, não nos cabe entender, e talvez nunca entendamos. O que nos resta é confiar. A maturidade é notória quando conseguimos nos alegrar com a vitória do outro, aceitando como queremos ser aceitos quando nos escolherem.

Precisamos encontrar nosso equilíbrio, saber nosso lugar em Deus e o propósito de cada situação em que não somos favorecidos. Houve justiça? Realmente o outro que foi escolhido tinha melhor preparo, melhor formação, melhores atitudes?

Também Jesus, Filho de Deus, experimentou na carne ser preterido. Portanto, estando eles reunidos, disse-lhes Pilatos: Qual quereis que vos solte? Barrabás ou Jesus, chamado Cristo? Qual desses dois quereis vós que eu solte? E eles disseram: Barrabás. Então, soltou-lhes Barrabás e, tendo mandado açoitar a Jesus, entregou-o para ser crucificado. (Mateus 27.17-26). Como descreveu o apóstolo Pedro sem seu sermão: Mas vós negastes o Santo e o Justo e pedistes que se vos desse um homem homicida. (Atos 3.14).

Jesus conhece essa dor e como nosso intercessor pode apresentar nossa causa a Deus, “Entremos juntos em juízo; apresenta as tuas razões, para que possas justificar-te”.  Isaias 43:26. Muitas vezes seremos perseguidos, a bíblia nos garante isso, nosso Deus é poderoso para nos guardar e nos proteger.

O Senhor também nos garante que mesmo que nosso pai e nossa mãe nos esquecerem, Ele jamais nos abandona (Is 49:15). Tenha certeza, há uma razão para as coisas acontecerem do jeito que acontecem, não podemos dominar e controlar todas as coisas, nossas reações podem, sim, reverter situações e mostrar o caráter cristão que faz a diferença.

De uma coisa podemos estar certo ELE NOS ESCOLHEU, e nos designou para que demos frutos (Jo15:16) de paz, amor, benevolência, longanimidade, alegria. Esses frutos devem permanecer, pois sabemos em quem temos crido. O que o Senhor tem preparado para nós é infinitamente maior que essa dor ou injustiça de agora.

Louvado seja Deus por todo sempre!