Sabe quando você vai a algum lugar fazer algo e esquece? Alguma vez já teve que voltar em um cômodo para lembrar o que ia fazer? Conforme uma pesquisa feita por um psicólogo americano, sempre que passamos por uma porta, nosso cérebro entende isso como uma fronteira de eventos e acaba arquivando nossas memórias para que o cérebro reconheça o novo local e elabore novas ideias. Como é interessante o funcionamento da nossa memória não? Além disso recebemos tantas informações durante o dia que nosso cérebro acaba escolhendo armazenar o que lhe parece mais “importante”, dos quais nos lembramos com mais facilidade.

Provérbios 3.1 ao 4

Relacionando a pesquisa com os cristãos, parece que temos colapsos todas as vezes que saímos pela porta da igreja, voltamos de um acampamento, saímos de uma vigília ou até mesmo de um aconselhamento, talvez lembre-se de Deus novamente apenas na próximo ida a igreja.

O texto de hoje, nos lembra que não devemos nunca esquecer de Deus, do seu sacrifício e o que ele falou conosco na igreja, no acampamento, na vigília…Para isso devemos dar importância as coisas de Deus e diariamente ler a palavra que ele deixou na bíblia para nos. Se nosso amor a Deus é REAL, não será mostrado aos finais de semana com uma ida a igreja, e sim em nosso viver diariamente.

Ezequiel – 3.10

Um verdadeiro cristão, ouve a voz de Deus e nunca mais esquece do que ele disse, pois tem como prioridade numero um, DEUS.

Nenhuma porta nos separará do amor de Deus e da sua palavra.

Lembro-se também da promessas de Deus para sua vida todos os dias.

Texto inspirado com Pão diario da Metodista Livre + Espirito Santo