No mundo moderno de hoje o consumismo tomou e vem tomando espaço, entrando nos lares de muitas famílias e destruindo a vida de muitas pessoas. O consumismo virou uma espécie de “deus” moderno. As pessoas idolatram e almejam o que não tem e sofrem com a falta daquilo que nem é necessário.
Você só é considerado “cool” se você está vestindo roupa de marca, tem um carro novo ou o último modelo de celular. Muitas pessoas vão te aceitar se você se encaixa em padrões consumistas pre-estabelecidos pela sociedade. E em consequência disso, devido a necessidade de aceitação, as pessoas se endividam e compram aquilo que não podem pagar.
Milhões e milhões de pessoas estão endividadas simplesmente porque “precisam” comprar, e comprar, e comprar. As pessoas são carentes e têm a necessidade de serem aceitas e de pertencerem a algum grupo e muitas delas farão o que for preciso para serem aceitas.
As pessoas perderam o seu valor. Os pequenos gestos perderam seu valor. O amor, a simplicidade, o abraço, o beijo, o bilhete e as palavras perderam o seu valor. As pessoas agregaram valor em coisas, objetos.  Nós precisamos mais de amor e menos de roupas de marca. Precisamos de mais sorrisos, mais gargalhadas, mais simplicidade para viver.
Minimalismo! Esta é a palavra. Nós podemos e devemos viver com pouco, com o necessário. Para que comprar 10 tipos diferentes de relógio se você apenas precisa de um para ver as horas? Para que se endividar e comprar um carro novo se um carro usado e mais simples vai te levar aos lugares do mesmo jeito?
Precisamos de mais simplicidade em nossas vidas. E se temos medo de não sermos aceitos por algum determinado grupo simplesmente porque não consumimos as mesmas coisas que eles, não tenha medo, esse grupo não te merece. 
Você tem valor de verdade e para Deus você é a pessoa mais valiosa desse mundo. Deus te valoriza pelo que você é. E em Cristo você pode ser muito mais!
Querido leitor (a), se liberte! Liberte-se desse mundo sujo que tenta nos enganar o tempo todo e nos prender a coisas que não tem valor. 
Um abraço apertado!
Danielle Luppi Colombari
Instagram: @dlcolombari
Foto: Andrea Piacquadio

(27) 98120-0025

source